Sábado, 17 de Agosto de 2019

Na estação dos acenos - A CAMINHO DA LUZ

HPIM0698.JPG

“Quando se chega à minha idade, sei que o comboio está a chegar à estação. Não sei se vai com grande atraso ou com grande avanço.”

(Alexandre Soares dos Santos – Empresário faleceu 16/8/2019)

 

 

NA ESTAÇÃO DOS ACENOS

(A CAMINHO DA LUZ)

Rogério Martins Simões

 

Na estação dos acenos

Regurgitam como lapas:

As memórias;

Os gritos de desespero;

Ou as luzes da ribalta.

 

Na estação dos acenos

Onde a ventura por ali passou

Existem sombras e visões

Que metem medo

E as paredes,

Por mais que as pintem,

Não limpam

Os risos ou os prantos.

 

Na estação dos acenos

Há sempre um túnel de silêncio

Onde se guardam

Recônditas lamentações,

Ou, na glória, o fim dos sonhos.

 

Se não imaginasse o trajeto desta linha

Não teria viajado tão depressa:

Ficaria por aí gerindo a pressa

Que pressa ele não tinha...

 

O comboio não chegou atrasado…

“Quando se chega à minha idade,

Sei que o comboio está a chegar à estação”

 

Ontem, na estação dos acenos

Um comboio levou consigo um sonhador…

 

A caminho da Luz

 

Meco, 17/08/2019 16:53:03

(20/11/2011)

 

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
publicado por poetaromasi às 18:00
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Terça-feira, 28 de Maio de 2019

MULHER

MULHER Rogério Martins Simões De formosa te chamaram, E tão cativos ficaram, Presos, num feitiço qualquer. Feiticei...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 22:57
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Segunda-feira, 27 de Maio de 2019

POETA DO AMOR E LIBER...

“POETA DO AMOR E LIBERDADE”DALILA MOURA BAIÃO(Ao meu amigo Rogério Simões, com carinho) Este poema da autoria de DALILA...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 21:44
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Terça-feira, 30 de Abril de 2019

DIANTE DOS MEUS OLHOS

DIANTE DOS MEUS OLHOS Rogério Martins Simões Diante dos meus olhos Revejo palavras concretas Que me deixam colado à i...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 01:14
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Quinta-feira, 4 de Abril de 2019

CLIVAGEM

CLIVAGEM Rogério Martins Simões Por que andais Com a Europa às costas Se não a podeis clivar? Aqui “Onde a terra se a...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 12:17
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2019

NASCI EM JULHO NUM DI...

NASCI EM JULHO, NUM DIA DE SOL. Rogério Martins Simões Às vezes eu sou uma ave planando ao vento; Outras vezes rujo f...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 18:18
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Sábado, 12 de Janeiro de 2019

CONSTRUÇÃO

Foto de Rogério Simões CONSTRUÇÃORogério Martins SimõesPasso a passo,Passo em corrida o cansaço,Recordo como fui constr...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 23:31
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Sexta-feira, 9 de Novembro de 2018

POR QUE SOU TRISTE?

POR QUE SOU TRISTE? Rogério Martins Simões Saber, quero saber por que sou triste? Querer, por mais querer, o riso e...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 22:20
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Sábado, 3 de Novembro de 2018

DEPOIS DE TANTO VER...

DEPOIS DE TANTO VER Rogério Martins Simões Depois de tanto a ver Partir e chegar Voltava a desaparecer E a regressa...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 19:12
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Sexta-feira, 2 de Novembro de 2018

Deixa a Ternura

DEIXA A TERNURA Rogério Martins Simões Quando no desespero em que me deito, Como uma onda varrendo no mar alto, Qua...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 22:50
link do post | ##COMENTAR## | favorito

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR