Terça-feira, 25 de Fevereiro de 2020

O MEU FADO MAGOADO

Guitarra.jpg

O MEU FADO MAGOADO

Rogério Martins Simões

 

O meu fado magoado

Passa o dia a noite inteira

A trinar numa guitarra

O meu fado que é tão triste

Percorre as velhas tabernas

Bebendo por todo o lado.

 

Se tarde tarda a noite

Acorda num sobressalto

Toda a minha fantasia

Das ruas do Bairro Alto

Corro a ver ao Castelo

Para de lá nascer o dia.

 

Há sempre numa viela.

Há sempre no meu olhar

Tanta vida, tanta fama

Um pintor com sua tela.

Um puto no seu andar

Nas ruas tristes de Alfama.

 

Agora que rompeu o dia

Adormece num vão de escada

Este fado madrugado

Desde a Bica à Mouraria

Escrevem mais poesia

Porque afinal à noite há fado.

Lisboa 9/2/1979

(O direito de autor é reconhecido independentemente de registo,

depósito ou qualquer outra formalidade

artigo 12.º do CDADC. Lei 16/08 de 1/4)

(A registar no Ministério da Cultura

- Inspeção-Geral das Atividades Culturais I.G.A.C. –

Processo n.º 2079/09)

 

 

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
publicado por poetaromasi às 22:57
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2020

IGREJA DE S. VICENTE ...

https://arquivos.rtp.pt/conteudos/igreja-de-s-vicente-de-fora/

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 17:38
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Domingo, 10 de Fevereiro de 2019

O FADO...

O FADORogério Martins Simões Quem da vida se não farte, e esperto, Acerta a arrogância e a postura; Pois dote de orad...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 15:46
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Quinta-feira, 19 de Julho de 2018

FONTANÁRIO DA ESPERAN...

FONTANÁRIO DA ESPERANÇA Rogério Martins Simões Adeus Minhas palavras ocas Lançadas ao rio… Adeus Minhas palavras ve...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 22:17
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Segunda-feira, 2 de Julho de 2018

MEU AMOR TARDIO E CAL...

MEU AMOR TARDIO E CALMO Rogério Martins Simões Meu amor tão fora de horas, Sem ter tempo, sem demoras, Será sempre ...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 22:52
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (3) | favorito
Sábado, 25 de Novembro de 2017

HOJE É DIA NÃO

(Autor da foto Rogério Simões) HOJE É DIA NÃO Rogério Martins Simões Hoje é dia não! Da negação de mim mesmo Da neg...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 00:49
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Terça-feira, 5 de Setembro de 2017

CONTRASTE

FOTO DA : World Press Photo Contest 2004 Este poema foi escrito por mim em 1968. Também fiz parte daqueles que se vol...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 00:13
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Segunda-feira, 24 de Julho de 2017

PARA ALÉM DO VENTO…

(Óleo sobre tela Elisabete Sombreireiro Palma) PARA ALÉM DO VENTO… Rogério Martins Simões Volúpias em corpos que ba...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 23:58
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Sexta-feira, 3 de Março de 2017

CANTEM OS MEUS POEMAS

CANTEM OS MEUS POEMAS Rogério Martins Simões Transporto comigo quimeras e ilusões, Certezas terrenas de um ente mag...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 22:15
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Sábado, 10 de Setembro de 2016

HORAS INFINITAS

HORAS INFINITAS Rogério Martins Simões Aqui me entrego ao tempo lato. Aqui o meu tempo não passa, demora, Numa le...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 22:08
link do post | ##COMENTAR## | favorito

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR