Domingo, 8 de Abril de 2018

ALBANO ANTUNES SIMÕES

TioAlbano.jpg

ALBANO ANTUNES SIMÕES

Albano Antunes Simões, irmão do meu avô António Antunes Simões, nasceu na Pampilhosa da Serra, (Vila no lugar da Aldeia Velha) no dia 10/7/1894 e faleceu a 17/1/1956 tendo sido sepultado no talhão dos Combatentes no Cemitério do Alto de S. João, Lisboa.

Filho de Francisco Simões e de Emília de Jesus, ele natural da Vila – neto paterno de José Simões da Vila e de Maria Leitoa.

Sua mãe Emília de Jesus, da Póvoa era filha de Bernardino Antunes e Maria de Almeida de Moninho.

Foi combatente na 1ª Grande Guerra 1914 – 1918 tendo sido ferido em combate.

(No centenário da Batalha de La Lys, para memória futura, deixo aqui o que sei sobre a participação do meu tio em França onde as tropas portuguesas foram derrotadas pelo poderoso exército Alemão. Em memória de todos quantos combateram e morreram na Batalha de LA LYS em 9/04/1918)

Rogério Martins Simões

 

 

 

 

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
publicado por poetaromasi às 19:50
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Domingo, 11 de Junho de 2017

PALAVRAS E SENTIMENTO...

Palavras e sentimentos; 84º aniversário do meu pai Rogério Martins Simões Em 2006, no 84º aniversário do meu querid...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 19:19
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Terça-feira, 4 de Abril de 2017

SIGA A FESTA (PAMPILH...

SIGA A FESTA Rogério Martins Simões Continuo a pensar que a promoção deste quase abandono das terras do interior – ...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 18:43
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Quarta-feira, 27 de Julho de 2016

AFASTAMENTO

(Nesta fotografia meu pai, minha prima e minha mãe) AFASTAMENTO O poema de hoje, AFASTAMENTO, foi escrito em 1974 qu...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 22:49
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Quinta-feira, 11 de Novembro de 2010

Entrevista ao Jornal ...

ROGÉRIO MARTINS SIMÕES (O POETA ROMASI) Um pampilhosense “alfacinha”, um “alfacinha das Serras da Pampilho...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 17:31
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Segunda-feira, 15 de Dezembro de 2008

SIMÕES - A minha famí...

José Augusto Simões MEU QUERIDO PAI O autor deste trabalho nasceu na Póvoa - Pampilhosa da Serra em 20 de Maio de...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 23:43
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Sábado, 28 de Junho de 2008

Momentos Mágicos...

(Óleo sobre tela Elisabete Maria Sombreireiro Palma) MOMENTOS MÁGICOS… Rogério Martins Simões No lugar o...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 17:28
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Terça-feira, 18 de Março de 2008

ARREPIAM-SE AS LEMBRA...

(Rogério Simões) (Malhada, Colmeal, Góis 1953) ARREPIAM-ME AS LEMBRANÇAS Rogério Martins Simões Arrepiam-me as ...

Ler artigo
ano do poema: 2007
publicado por poetaromasi às 03:35
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (6) | favorito
Segunda-feira, 3 de Março de 2008

Voo nas memórias do m...

(Óleo sobre tela Elisabete Maria Sombreireiro Palma) 2008 VOO NAS MEMÓRIAS DO MEU PAI! Rogério Martins Simões ...

Ler artigo
ano do poema: 1998
publicado por poetaromasi às 23:21
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 12 de Outubro de 2006

A moleirinha...

Este poema, brejeiro, foi escrito recentemente. O seu autor tem 85 anos de idade e merece ser divulgado. Em dias d...

Ler artigo
ano do poema: José Augusto Simões
publicado por poetaromasi às 22:06
link do post | ##COMENTAR## | favorito

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR