Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POEMAS DE AMOR E DOR

Livro de poesia GOLPE DE ASA NO SEQUEIRO Editado pela CHIADO EDITORA Poeta: Rogério Martins Simões Blog no Sapo desde 6 de Março de 2004 Livro de poesia POEMAS DE AMOR E DOR (Chiado books) já à venda

POEMAS DE AMOR E DOR

Livro de poesia GOLPE DE ASA NO SEQUEIRO Editado pela CHIADO EDITORA Poeta: Rogério Martins Simões Blog no Sapo desde 6 de Março de 2004 Livro de poesia POEMAS DE AMOR E DOR (Chiado books) já à venda

Quando o teu corpo adoçava o tempo

 

Quando o teu corpo adoçava o tempo

Rogério Martins Simões

 

Quanto no teu olhar

reluzia a sedução,

cristais acenavam

em teu corpo

descoberto…

E o meu corpo,

Em teu corpo

Adoçava.

 

Era um só corpo

que abraçava,

a todo o tempo,

quando o tempo

contigo dançava,

num sémen,

onde o desejo

não era abstracto

e recomeçava…

 

Além de nós,

havia um tempo

que anunciava

um vento criador.

Uma ligeira brisa

separava

os nossos corpos do fogo…

 

Depois, eras a diva

num período de advento,

trazias no teu corpo

estrelícias

de chuva e vento…

 

Logo, a terra, nos revestia

de volúpia

para que

recomeçássemos…

Suspiros

da procriação

misturavam-se,

em cores férteis,

nos corpos nus…

(cio da natureza,

entreaberto…)

 

Depressa a natureza

descobriu

desvarios

sem tempo,

de um tempo

de germinação,

E não mais o vento

te esfriou o calor,

com que te avermelhou

o rosto,

em contratempo...

 

Que rápido

passou o tempo

através de nós,

momento

a momento,

quando no teu corpo

adoçava o vento…

 

Lisboa, 05-11-2007 22:44

(Registado no Ministério da Cultura

- Inspecção-Geral das Actividades Culturais I.G.A.C. –

Processo n.º 2079/09)

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR

Em destaque no SAPO Blogs
pub